JEREMY LIN

UMA ESTRADA ÚNICA PARA O SUCESSO

Depois de liderar sua equipe no ensino médio, ganhar o campeonato estadual da Califórnia e ser nomeado First-Team All-State e Jogador do Ano da Northern California Division II, Jeremy Lin não recebeu nenhuma bolsa de estudos esportiva.  

Depois de terminar sua carreira na faculdade de Harvard como o primeiro jogador da história da Ivy League a marcar pelo menos 1.450 pontos, 450 rebotes, 400 assistências, e 200 roubadas de bola, Jeremy Lin não foi escolhido no Sorteio de 2010 da NBA. Dois anos depois, em meio ao fenômeno que o "Linsanidade" se tornou, Jeremy apareceu na capa da revista Sports Illustrated. A manchete dizia "Contra todas as Chances." 

...COMO A TAG HEUER


 Jeremy Lin é o primeiro americano de descendência chinesa ou taiwanesa a jogar na NBA…

Apesar de não ter sido escolhido no sorteio ao sair de Harvard, o desempenho de Jeremy quando jogava para o Dallas Mavericks na Liga de Verão de Las Vegas da NBA fez com que ele conseguisse um contrato parcialmente garantido como agente livre novato com o Golden State Warriors, seu time favorito quando era criança. Jeremy jogou poucas vezes durante a temporada como novato, e foi dispensado pelo Warriors no primeiro dia de treinamento para a temporada de 2011 da NBA. Ele foi rapidamente declarado como passe livre pelo Houston Rockets. Mas Jeremy só jogou por sete minutos durante a pré-temporada e foi dispensado pelo Rockets no dia de Natal. O Knicks declarou Jeremy como passe livre para jogar como armador reserva. Dois meses e uma incrível série de eventos depois, Jeremy se tornou o primeiro jogador da NBA a marcar pelo menos 20 pontos e sete assistências em cada um dos seus cinco primeiros jogos. O "Linsanidade" tomou a liga, a nação e o mundo de assalto.  O sucesso de Jeremy não aconteceu por acaso, mas foi, por várias razões, "contra todas as chances." Jeremy possui uma grande ética de trabalho e postura perfeccionista quando se trata de melhorar seu jogo.  Depois da temporada 2012, Jeremy se tornou um agente livre restrito. O Houston Rockets fez-lhe uma proposta que o Knicks não igualou, então Jeremy foi para Houston jogar por duas temporadas. No verão de 2014, Jeremy foi trocado com o Los Angeles Lakers e retornou ao seu estado natal para a temporada 2014-15. Jeremy trabalha incansavelmente dia e noite e tem essa aura de líder dentro e fora da quadra.  Por que a história dele é tão inspiradora?  Porque, assim como a TAG Heuer, ele não dá atenção para quem lhe diz não. Ele recusa limites. Ele nunca desiste. Ele nunca sucumbe à pressão.

SAIBA MAIS

OUTROS EMBAIXADORES

Há mais de 150 anos a TAG Heuer tem encarado cada desafio, e superado todos eles. Desafiando convenções da relojoaria suíça consagradas através dos tempos, ela as elevou a níveis cada vez mais altos de precisão e desempenho. Ela faz suas próprias regras, escolhe seu próprio caminho, nunca desiste de avançar, nunca cede, nunca sucumbe à pressão, assim como seus embaixadores.