April 04, 2016

HUFF COLOCA A HONDA NA LIDERANÇA NO EMPOLGANTE WTCC

O Campeonato Mundial de Carros de Turismo da FIA 2016 começou de forma espetacular no Circuito Paul Ricard com as vitórias de Rob Huff e José María López, e com a Honda saindo nas posições do WTCC de fabricantes após duas corridas eletrizantes.


Huff, comemorando a 250ª largada do WTCC, recebeu o troféu na Opening Race da etapa francesa do JVCKENWOOD WTCC na sua estreia na Honda, depois de ficar à frente de Hugo Valente, da LADA, logo na largada. López aproveitou ao máximo o seu prêmio da Pole Position de DHL e venceu a corrida principal para a Citroën com uma diferença de apenas 0,284 segundos de Tiago Monteiro, que estava logo atrás.


O segundo lugar geral de Mehdi Bennani na Opening Race assegurou a primeira das duas vitórias no troféu WTCC para pilotos independentes, com Norbert Michelisz, que derrotou Bennani e ficou com o título da última temporada, terminando em terceiro por duas vezes na sua primeira estreia como piloto da Honda.


A Polestar Cyan Racing iniciou seu longo compromisso com o WTCC com Thed Björk e Fredrik Ekblom marcando, enquanto que a LADA ficou por duas vezes entre os cinco primeiros com Valente e Nicky Catsburg.


A vitória de López, que agora tem 51 largadas do WTCC com o seu nome, significa que ele está à frente de Tiago Monteiro por quatro pontos, pensando já na Eslováquia de 15 a 17 de abril, com Huff e Michelisz bem próximos.

Rob Huff vivenciou um início perfeito como piloto da Honda no WTCC, obtendo sua primeira vitória desde Macau em 2014, 504 dias atrás. Começando em segundo lugar sob o novo formato de grid invertido para 2016 em cada fim de semana do WTCC, Huff se saiu melhor na largada que Valente, que estava na pole position, assumindo a liderança. O campeão do WTCC de 2012 rapidamente conseguiu uma vantagem de 2 segundos sobre o piloto da Citroën, Mehdi Bennani, na sua trajetória para ganhar a sua primeira prova pela Honda. Enquanto Bennani, que iniciava sua 150ª corrida do WTCC diante do seu chefe de equipe Sébastien Loeb, conseguiu vencer o Troféu WTCC, a Honda vivenciou uma bem sucedida primeira corrida em 2016, com Norbert Michelisz em terceiro e Tiago Monteiro terminando em quarto, subindo do nono lugar no grid. Os dois ultrapassaram o piloto da LADA, Valente, com apenas 3 voltas restantes, empurrando o francês para o quinto lugar. O atual campeão José María López terminou em sexto pela Citroën, mesmo depois de ter caído para o décimo primeiro lugar na primeira volta. Ele se beneficiou de uma penalidade por falsa partida do seu colega de equipe Yvan Muller, assim como de um giro de Fredrik Ekblom e um contato entre Nicky Catsburg e Tom Coronel na volta de número cinco. Ainda houve um confronto entre a dupla holandesa na volta final, dando a Thed Björk o sétimo lugar na sua primeira corrida pela a Volvo S60 Polestar TC1. Gabriele Tarquini juntou-se a Ekblom depois de um contato com Grégoire Demoustier, que levou o P10

José María López teve que se defender de um agressivo Tiago Monteiro para ganhar a corrida principal e conseguir uma liderança por quatro pontos no campeonato. Enquanto López liderou a corrida desde a pole position, ficando isolado, Monteiro teve que se recuperar por ter perdido o segundo lugar para Yvan Muller. Na volta de número nove, ele finalmente conseguiu ficar à frente do tetracampeão depois de um contato na curva final, com o seu colega de equipe Norbert Michelisz, seguindo bem de perto para ficar em terceiro lugar. Monteiro se empenhou para diminuir a distância até López e os dois líderes estavam bem próximos no início da volta final. Entretanto, o piloto da Citroën conseguiu manter uma diferença de 0,284 segundos, negando à Honda uma vitória dupla na França. Muller terminou em quarto, à frente de Nicky Catsburg (LADA). Rob Huff, vencedor da Opening Race, foi forçado a abrir na primeira curva depois de um contato com Gabriele Tarquini, mas se recuperou de maneira brilhante e terminou em sexto, depois de ultrapassar Hugo Valente, que também esteve envolvido no conflito da volta de número 1. Mehdi Bennati venceu o Troféu WTCC pela segunda vez entre oito, à frente do seu colega de equipe na Sébastien Loeb Racing, Tom Chilton. Fredrik Ekblom, da Polestar, completou a lista dos top 10, mas seu companheiro de equipe Thed Björk não conseguiu terminar por causa de uma falha elétrica. Tom Coronel derrotou John Filippi para o P11 por apenas 0,024 segundos em uma batalha só de Chevrolets.

Rob Huff teve razão dupla para comemorar no circuito Paul Ricard, quando recebeu o primeiro Prêmio TAG Heuer de Melhor Volta por seu desempenho na Opening Race, em que marcou o recorde de volta mais rápida. O prêmio, que vai para o piloto que marcar a volta mais rápida de todas durante as duas corridas, é apresentado pela nova Patrocinadora Oficial da Série e Parceira Cronometrista do WTCC.

Paramètres des cookies