BIOGRAFIA

Steve McQueen

Se hoje ele é uma das grandes lendas do cinema americano, quando criança, o futuro de Steve MacQueen era pouco promissor. O homem que dizia: "Se eu não tivesse feito carreira no cinema, talvez teria sido bandido" era um garoto difícil e abandonado, que não suportava a autoridade. Ele passou sua adolescência no California Junior Boy’s Republic, um reformatório para meninos rebeldes. Apesar de ter tentado fugir, mais tarde McQueen agradeceu a Boy’s Republic por tê-lo colocado no caminho certo, tornando-se um grande defensor da organização.

 

Após uma temporada agitada na Marinha, ele inicia sua carreira artística. McQueen trabalhou duro antes de poder colaborar com os diretores mais respeitados da sua geração, incluindo Sam Peckinpah, Norman Jewison e John Sturges. Seus papéis nos filmes Bullitt, The Great Escape, The Thomas Crown Affair e Le Mans foram grandes fontes de inspiração, mas ninguém nunca alcançou o carisma e a virilidade descontraída que fizeram o sucesso de Steve.

 

Sua grande paixão pelo automobilismo começou cedo. McQueen disse uma vez: "Eu não sei direito se eu sou um ator que pilota ou um piloto que atua." Ele encontrou uma maneira de combinar suas duas paixões no filme cult de 1971, Le Mans. McQueen encarna o piloto Michael Delaney, que disputa, com seu Porsche 917, as 24 Horas de Le Mans, uma corrida de resistência.

 

Para se preparar para o papel, McQueen se instalou no trailer de um piloto situado ao lado da pista para poder mergulhar no mundo do automobilismo. Enquanto seguia o piloto profissional Jo Siffert, Steve percebeu que ele usava um relógio Monaco. Querendo parecer o mais autêntico possível, ele fez questão de usar o mesmo relógio.

 

No filme, seu Cronógrafo Tag Heuer Monaco Calibre 12 é claramente visível. A determinação do personagem de McQueen e sua capacidade de dominar suas emoções ajudou o Monaco a alcançar seu status atual de relógio icônico.

 

Steve McQueen via sua carreira como um desafio constante e uma oportunidade de ultrapassar seus próprios limites. Este mesmo espírito caracteriza as corridas profissionais e define a filosofia da TAG Heuer de constante evolução.

{$content}