Relógios - Relógios suíços de luxo Masculinos e Femininos
Relógios masculinos e femininos fabricados pela TAG Heuer

Cada relógio um modelo de engenharia de precisão, qualidade e tradição esportiva. Este é o DNA da TAG Heuer. Isso é o que assegura a posição da TAG Heuer como líder mundial em relógios e cronógrafos esportivos de luxo.

Relógios suíços são renomados por sua qualidade e precisão. E no universo dos relógios suíços, os relógios TAG Heuer são conhecidos não somente por sua qualidade e precisão, mas também por seu design pioneiro e tecnologia avançada. São conhecidos por sua tradição esportiva que inspira excelência. E também por materiais de qualidade que ajudam a criar relógios de luxo masculinos e femininos.

Desde 1860, quando Edouard Heuer abriu sua primeira relojoaria nas montanhas suíças, a TAG Heuer sempre foi sistematicamente a primeira no domínio da precisão em cronógrafos em seus menores diferenciais. Os consumidores e a indústria relojoeira ficaram impressionados com o Mikrograph de 1916 - o primeiro cronômetro esportivo do mundo com precisão de 1/100 de segundo. Ou mais recentemente com o Mikrotimer Flying 1000, o único cronógrafo mecânico a medir e exibir 1/1.000 de segundo. E em 2012 foi a vez do Relógio Conceitual Mikrogirder fascinar a todos com sua precisão inédita de 5/10.000 de segundo. Hoje, a TAG Heuer é a única marca de relógios suíços que produz cronógrafos mecânicos e automáticos com a sensacional precisão em segundos fracionados.

Ao longo de sua história, a TAG Heuer vem se posicionando na vanguarda da medição de tempo no mar, na terra e no ar. Desde os mostradores de data até o sistema rotativo – as inovações da TAG Heuer foram adotadas por importantes fabricantes de relógios esportivos de luxo ao redor do mundo. Foi Edouard Heuer quem inventou o pinhão oscilante para o Microtimer em 1886 – hoje em dia essencial para quase todos os cronógrafos mecânicos contemporâneos. Em 2004 o relógio conceitual Monaco V4 reinventou a noção de horas com o uso de correias e rolamentos, tendo obtido uma calorosa recepção em Genebra.

A tradição em inovações premiadas continua com o TAG Heuer Pendulum de 2010. Um conceito tão revolucionário que derrubou um princípio fundamental da relojoaria com 300 anos de idade – o mecanismo oscilador e de mola espiral. Pela primeira vez na história da relojoaria, as oscilações do oscilador são induzidos não pela mola espiral, mas por um campo magnético. Um feito incrível. De onde vem a inspiração?

De uma rica tradição e de um efetivo compromisso na arena esportiva. A longa relação entre a TAG Heuer e o automobilismo é lendária. Fez parte do time Ferrari nos anos 1970. Fez uma parceria gloriosa nos últimos 25 anos com a McLaren F1. A partir do amor pela velocidade e desempenho, temos a performance impecável do TAG Heuer Formula 1, Monaco, Carrera e do Cronógrafo Grand Carrera. Cada um desses relógios uma obra-prima em design e manufatura, desempenho e precisão.

E direto do universo da água – com iatismo, regatas e mergulho – chega o Aquaracer, o indispensável relógio esportivo. O Aquaracer é usado com orgulho pela ORACLE Racing team em seu objetivo de vencer a Taça América. Seus valores - alta performance e precisão em termos de fração de segundos - encontram respaldo em sua parceria com a TAG Heuer.

Essa paixão por esportes profissionais também levou ao desenvolvimento de um Relógio Esportivo Profissional ultra-leve e da icônica série LINK. E a TAG Heuer, em uma constante busca por inovação, desempenho e prestígio, continua a mirar objetivos cada vez mais altos. Sua determinação em alcançar excelência reflete-se em parcerias com campeões esportivos e com embaixadores poderosos tais como a jogadora de tênis Maria Sharapova e o campeão de F1 Jenson Button. Os famosos Cameron Diaz, os ícones Steve McQueen, Chen Dao Ming da China e Shah Rukh Khan da Índia também são carismáticos embaixadores da TAG Heuer – todos partilhando as noções de integridade, paixão e excelência da TAG Heuer.

Os relógios masculinos da TAG Heuer são peças inovadoras que combinam a maestria em precisão da marca com a tradição no automobilismo e com o uso de materiais de prestígio. As mulheres também apreciam os valores ligados à performance e confiança da TAG Heuer: A TAG Heuer desenvolve relógios femininos desde seus primórdios. Usando materiais de luxo tais como diamantes, cerâmica e madrepérola, os relógios femininos da TAG Heuer apelam para a feminilidade das mulheres utilizando designs luxuosos e elegantes.

Fangio EL MAESTRO

UMA ESTRADA ÚNICA PARA O SUCESSO

"Você deve sempre buscar ser o melhor, mas você jamais deve pensar que já é."

Antes de Juan-Manuel Fangio, pilotos de Fórmula 1 com seus 30 e poucos anos eram considerados velhos demais para ganhar uma única corrida, quem dirá um Campeonato Mundial.

Fangio só fez sua primeira corrida de F1 aos 37 anos. Ele então conquistou cinco Campeonatos Mundiais, provando de uma vez por todas que idade não importa, apenas garra e talento, um desejo de ser o melhor e uma capacidade de jamais sucumbir à pressão.

...COMO A TAG HEUER

Fangio tornou-se uma lenda ao ganhar o Campeonato Mundial de Pilotos cinco vezes. Um recorde histórico superlativo alcançado pelas maiores demonstrações de habilidade e ousadia já vistas; o maior piloto de todos os tempos.
Como a TAG Heuer, ele redefiniu os limites de seu campo e jamais sucumbiu à pressão. Sua primeira corrida, aos 18 anos, em 1929, foi em uma estrada de terra em sua Argentina natal, atrás da direção de um Ford táxi. Logo ele estava ganhando os mais perigosos circuitos de resistência jamais disputados, 10.000 km serpenteando em estradas sem pit stops ou mecânicos através da coluna vertebral da Cordilheira dos Andes, de Buenos Aires a Lima, no Peru, e de volta...

O glamour do Grand Prix o atraiu para a Europa, começando assim a mais impressionante carreira no automobilismo: 24 Grand Prix de Campeonatos Mundiais de 52 participações, 29 poles, 48 largadas na primeira fila — todas as três estatísticas inigualadas até hoje. Ele também acumulou o maior número de Campeonatos Mundiais com o maior número de equipes — Alfa Romeo, Ferrari, Mercedes e Maserati. Foi em um Maserati que ele passou por seu pior momento, uma capotagem em um banco de terra em Monza em 1952 que quebrou o seu pescoço. O acidente foi causado por fadiga, não por causa de sua idade, mas porque ele havia dirigido sem parar de Paris na noite anterior, tendo perdido conexões ao acompanhar uma corrida em Belfast. Perto da morte, ele se segurou e se recuperou, retornando ao Grand Prix na temporada seguinte e terminando em segundo no geral. Mais quatro Campeonatos Mundiais se seguiram, o último em 1957, aos 46 anos de idade. Ele ainda estava dirigindo aos 80 anos: quando sua carteira de motorista foi revogada por causa da idade, ele desafiou o departamento de trânsito para uma corrida de 400km entre Buenos Aires e Mar del Plata. Adivinhe quem venceu. El Maestro, o desbravador de caminhos, um homem determinado, como a TAG Heuer, a perseguir a magnitude, que recusa limites e jamais sucumbe à pressão.

SAIBA MAIS

EMBAIXADORES

Há mais de 150 anos a TAG Heuer tem encarado cada desafio, e superado todos eles. Desafiando convenções da relojoaria suíça consagradas através dos tempos, ela as elevou a níveis cada vez mais altos de precisão e desempenho. Ela faz suas próprias regras, escolhe seu próprio caminho, nunca desiste de avançar, nunca cede, nunca sucumbe à pressão, assim como seus embaixadores.